complexogel

O COMPLEXOGEL é um blog que integra o emocional, o mental, o intelectual e todas as formas do conhecimento, numa verdadeira salada de idéias

domingo, outubro 09, 2005

SINGULARIDADE DO AMOR

Não amar é uma tolice, não promover nossa paz e felicidade é uma péssima escolha. Dentro de cada um de nós está a felicidade, e não dentro do que os outros pensam e falam de nós. É muito bonito sermos amante no mundo das idéias, mas viver o que discursamos e muito melhor.
Porque ser pessimistas? Não tem sentido, tampouco prazer nisso, então resta-nos ser otimistas para buscarmos o prazer que está dentro de nós mesmos.
A paixão e o amor tão almejados e amplamente divulgados como o fim da felicidade plena, ainda que legítimos, se permeados pelo equívoco podem tornar-se um canteiro de angústias, isolamento e tédio. Nada é tão instável e fugaz quanto se basear na expectativa alheia para nortear a própria felicidade. Devemos caminhar no mundo das idéias, mais não esquecer de navegar no mundo das emoções e tampouco nos privar da singularidade do amor.

É difícil viver meias verdades, é perigoso viver as experiências dos outros, então só nos resta, nos entregar ao amor.

O amor é imprevisível e contem variáveis difíceis de administrar, por isso temos que colocar todos os nossos sentimentos. Não existem regras. O que existe vem de nossa própria história sentimental – e o amor sempre continua a transcender nossa história.
Em estado de amor, nosso sentimento está onde sempre esteve, mas não está mais lá. Assim todas as regras são inadequadas. O amor é um fluxo imprevisível do aqui e agora. Nenhuma regra o contém.

A inteligência e o amor sempre andam juntos. Quanto mais inteligentes, mais amorosos somos. A inteligência faz parte do coração, que envolve sensibilidade e paixão.

O amor não tem regra fixa, não pertence a ninguém. Ele pertence apenas a sua essência. Um homem e uma mulher em estado de amor são capazes de reconhecer-se mutuamente mesmo quando estão fora de si mesmos.

O primeiro passo em direção à inteligência é abandonar todas as idéias apriorísticas, preconceituosas, tudo o que lhes foi dado por outros, deixar cair toda a poeira de suas mentes e de seus emocionais para se tornarem espelho puro que possa refletir um ao outro.

Tarefa difícil esta de abrir verdadeiramente os olhos da mente e dos sentimentos no sentido de nos livrarmos dos limites que nos separam de nossas consciências. É difícil essa aventura por terrenos desconhecidos em busca do amor, mas creio que nossa plenitude não poderá ser alcançada se não abandonarmos os velhos e ultrapassados conceitos que nos norteiam desde tempos imemoriais. Um novo homem, uma nova mulher precisa surgir desses velhos preconceitos para que o amor possa existir dentro e fora de nos, um amor que reestruture nossos valores e possibilite expandir nossas consciências.

Um amor que permita sem desautorizar, um amor que possibilite sem invadir, um amor que satisfaça sem oprimir.

57 Comments:

  • At 9:05 PM, outubro 09, 2005, Anonymous Márcia(clarinha) said…

    como alguem pode viver sem o bendito amor???
    como alguem pode se preparar pra ele?
    como alguem pode ordenar que vá embora depois que entrou no coração??
    não tem jeito meu querido!!
    ele vem,se instala sem pedir licença e nos faz feliz.......isso faz!!!!
    sejamos sempre otimistas,assim tudo fica mais colorido!
    obrigada por seu carinho comigo......tb te gosto muitoooooo!!
    linda semana
    beijossssssssssss

     
  • At 10:51 PM, outubro 09, 2005, Anonymous Flávia said…

    Oi amigo, gostei tante do que escreveu. Esse amor é tão diferente das sensações passageiras que o mundo hoje experimenta e recomenda. Esse amor é caprichado e gostoso como bolo de mãe, mas é trabalhoso como renda. e vale a pena... ah, como vale!
    Saudades. Por onde anda você?

     
  • At 4:41 AM, outubro 10, 2005, Blogger Adryka said…

    Meu querido amigo, desculpa a minha ausencia, mas cá estou. Em relação ao teu post "amor" o que é meu queridoessa palavra há quem lhe chame magica e bonita, mas eu acho que nada me tem feito mais moça na minha vida do que essa tal palavra, a ser verdade amar, porque acaba!!! porque hoje amam amanhã já por isto ou por aquilo o que era já não é e tudo acaba, acho que o amor é um estado de graça de swatisfação entre pessoas, mada mis. beijinhos para ti

     
  • At 8:46 AM, outubro 10, 2005, Blogger abelhuda said…

    amor... você gosta desta palavra né?
    obrigada pela visita.

     
  • At 8:56 AM, outubro 10, 2005, Blogger luma said…

    Também tenho essa opinião que o amor está dentro de nós. Não é querer ser egoísta, mas temos que nos amar, conhecermos pra depois querer a plenitude com alguém. Boa semana! Beijus

     
  • At 8:57 AM, outubro 10, 2005, Blogger Martuxa said…

    Convite da Loucura...
    A Loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa.
    Todos os convidados foram.
    Após o café, a Loucura propôs:
    - Vamos brincar de esconde-esconde?
    - Esconde-esconde? O que é isso? - perguntou a Curiosidade.
    - Esconde-esconde é uma brincadeira. Eu conto até cem e vocês se escondem.
    Ao terminar de contar, eu vou procurar, e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar.
    Todos aceitaram, menos o Medo e a Preguiça. 1,2,3,... - a Loucura começou a contar.
    A Pressa escondeu-se primeiro, num lugar qualquer.
    A Timidez, tímida como sempre, escondeu-se na copa de uma árvore.
    A Alegria correu para o meio do jardim.
    Já a Tristeza começou a chorar, pois não encontrava um local apropriado para se esconder.
    A Inveja acompanhou o Triunfo e se escondeu perto dele debaixo de
    uma pedra.
    A Loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo.
    O Desespero ficou desesperado ao ver que a Loucura já estava no noventa e nove.
    CEM! - gritou a Loucura. - Vou começar a procurar...
    A primeira a aparecer foi a Curiosidade, já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar.
    Ao olhar para o lado, a Loucura viu a Dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados ficar para melhor se esconder. E assim foram aparecendo a
    Alegria, a Tristeza, a Timidez...
    Quando estavam todos reunidos, a Curiosidade perguntou:
    Onde está o Amor?
    Ninguém o tinha visto.
    A Loucura começou a procurá-lo.
    Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do Amor aparecer.
    Procurando por todos os lados, a Loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito.
    Era o Amor, gritando por ter furado o olho com um espinho.
    A Loucura não sabia o que fazer.
    Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu segui-lo para sempre.
    O Amor aceitou as desculpas.
    Hoje, o Amor é cego e a Loucura o acompanha sempre.

     
  • At 9:10 AM, outubro 10, 2005, Blogger Patty said…

    O amor é o sangue que corre nas veias é o coração pulsando, sem isso, morremos.

     
  • At 10:00 AM, outubro 10, 2005, Blogger Claudia Perotti said…

    Eita coisa boa de se ler!!!
    Boa semana!

    Beijos

     
  • At 10:22 AM, outubro 10, 2005, Anonymous Anônimo said…

    "Há vários motivos para não amar uma pessoa e um só para amá-la.
    Este prevalece"

     
  • At 11:20 AM, outubro 10, 2005, Anonymous Gorete said…

    Onde se buscaria tanta inspiração para o amor hj, tão corrompido pelo cotidiano e por sentimentos mesquinhos de posse, violência gratuita, interesses? Para mim, o
    amor verdadeiro começaria onde não espera mais nada em troca e onde não se estabelecem regras de reciprocidade.

     
  • At 12:21 PM, outubro 10, 2005, Blogger Marta said…

    e é tudo verdade...acredito q hoje em dia é possivel amar c toda essa força e magia...o pior é q td acaba um dia...espero q um dia o amor seja como nos livros de contos de fada...feliz para sempre. bjs****

     
  • At 1:51 PM, outubro 10, 2005, Blogger Sara MM said…

    O amor e a inteligência podem até estar ligados, mas o amor e a razão não estão! Por isso os limites às vezes são necessários, para que o "rio do amor" não leva nos leve (apenas) ao sofrimento!
    BJs

     
  • At 2:03 PM, outubro 10, 2005, Blogger Vera Lúcia said…

    Meu caro Gel, nem te conto da minha alegria ao ler seus comentários no meu blog, seu vizinho...Devo admitir que seus textos estão me inspirando a continuar escrevendo, ainda tenho muitas poesias e textos que irei colocar aos poucos.
    Grata por ter você por perto.

     
  • At 2:12 PM, outubro 10, 2005, Blogger estranhinha said…

    Oi, tô passando pra agradecer sua visita e seus elogios ao meu texto. Fiquei muito feliz. Voltarei mais vezes aqui!

     
  • At 2:17 PM, outubro 10, 2005, Blogger Elisa said…

    Ele chega de mansinho as vezes nem estamos esperando. beijos

     
  • At 2:56 PM, outubro 10, 2005, Anonymous Karoline said…

    Não gosto muito de textos que tentam definir o amor!
    O amor é diferente para cada tipo de pessoa,cada um enxerga ele de uma maneira ;)

    Bem o intelecto do amor nao vale
    mais o amor do coração é tudo!

    beijosssssssssssss

     
  • At 3:17 PM, outubro 10, 2005, Anonymous Iara said…

    Muito já foi dito sobre o amor. Alguns procura razões e outros reclamam de suas experiencias. Mais o amor não á receitas, nem se pode explicar. Cada um é que sabe o quanto ama, a sua forma e o que deseja. Acredito que o amor é livre não deve ser preso nem barganhado.
    Obrigado por sua visita pois assim tive oportunidade de conhecer o seu Blog. Adorei a forma que você expressa as suas ideias. Parabéns!! Bjos

     
  • At 3:23 PM, outubro 10, 2005, Blogger Leonor C.(nokinhas) said…

    Faço minhas as palavras da Martuxa. Espero que ela não me leve a mal,mas gostei... O amor e a loucura andam sempre, ou quase sempre, de mãos dadas...

    Obrigada pela sua visita. Volte sempre!

     
  • At 3:25 PM, outubro 10, 2005, Blogger Leonor C.(nokinhas) said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • At 3:28 PM, outubro 10, 2005, Blogger SaltaPocinhas said…

    Muito interessante o teu blog! Vou voltar! E quanto a mim, viver sem amor é impossível!

     
  • At 5:47 PM, outubro 10, 2005, Blogger Leonnoretta said…

    falas da coisa mais dificil que ha com uma facilidade e uma simplicidade muito bonitas.

    obrigado pelo teu comentario no ex improviso.

    abraço da leonor

     
  • At 6:15 PM, outubro 10, 2005, Anonymous Pozinhos de Perlimpimpim said…

    Amar não é aprisionar uma alma, dar a mão não significa segurança e beijos não são contratos. O amor é apenas amar porque sim, apenas porque se ama. Beijos Mágicos

     
  • At 7:20 PM, outubro 10, 2005, Blogger Paula Raposo said…

    O amor, é o amor...e só tem carga positiva! Beijos, obrigada pelas tuas palavras sempre doces

     
  • At 7:45 PM, outubro 10, 2005, Blogger isa xana said…

    o amor que encarcera o outro, o oprime e o sufoca não pode ser bom.

    gosto da simplicidade com que falas sobre algo tão complexo como o amor :)

    beijo

     
  • At 9:11 PM, outubro 10, 2005, Blogger Saramar said…

    Perfeito, poético e essencialmente verdadeiro.
    Parabéns, mais uma vez pela exclência do seu texto.
    Beijos

     
  • At 9:35 PM, outubro 10, 2005, Anonymous Bailarina das Letras said…

    O difícil é conciliar o tempo e o sentimento...
    ;)

     
  • At 10:53 PM, outubro 10, 2005, Blogger Visible Silence said…

    Querido amigo,
    "O amor não tem regra fixa, não pertence a ninguém"... não há mais pura verdade...
    Se o amor tivesse regras seria muito mais fácil vivê-lo... mas também perderia o encanto que possui...
    O amor não pertence a ninguém... é livre... como um dia me disseram: o amor é um cavalo selvagem do mais puro branco imaculado... raro de encontrar... por isso, amigo se o vires um dia na tua vida passar... acaricia-o... cuida dele... alimenta-o... protege-o e... talvez ele permaneça por algum tempo junto a ti... porque se sente bem... porque quer... talvez te retribua com uns belos passeios por paisagens nunca antes por ti apreciadas...e te faça feliz...
    O amor é liberdade... e principalmente... respeito...
    Querido amigo obrigada pela tua presença no meu cantinho... as tuas palavras de carinho animam meu ego... dão-me forças para continuar a escrever o amor que sinto... porque encontrei o meu cavalo de branco imaculado...porque me sinto feliz... não importa até quando...
    Beijinhos

     
  • At 6:43 AM, outubro 11, 2005, Blogger Vilma said…

    Gostei da tua visita ao meu blogue. Obrigada pelas tuas palavras. :)))
    Já me apercebi que tens textos muito interessantes...andei a visitar alguns. Gostei do que li!
    Virei mais vezes não só para te encorajar, mas também para aprender coisas contigo! ;)
    Um abraço deste lado do oceano!

     
  • At 7:00 AM, outubro 11, 2005, Blogger Tatiana Valentina said…

    Oi
    Estou de volta...
    O Amor é sobretudo liberdade de viver, de escolher, de sentir e...os textos lindos que escreves !!!

    Um beijo da tua " fã " portuga !!!

     
  • At 8:24 AM, outubro 11, 2005, Blogger she said…

    Ah, o amor, sou feita dele e por ele. Essância de todos.

     
  • At 9:30 AM, outubro 11, 2005, Anonymous Anônimo said…

    Amor
    Amor agente não escolhe,...
    simplesmente,...Acontece!

     
  • At 10:30 AM, outubro 11, 2005, Blogger Estrela do mar said…

    ...como eu concordo com tudo o que li...como eu sou optimista em relação ao amor...mesmo muito!!!...


    Continuação de uma boa semana @miguito.

    Beijinhossssssssss

     
  • At 11:14 AM, outubro 11, 2005, Anonymous Barbara said…

    Ontem eu vim até aqui e lí. Quando um texto é muito bom fica difícil comentar, porque eu não quero escrever besteira. O texto pede um certo refinamento. Mas o tempo que esperei não foi suficiente... Ou foi em vão. Não dá pra comentar a altura. Só que, como sou cara de pau, preciso dizer que concordo com cada palavrinha, especialmente as que você diz que o amor não tem regra fixa. Eu entendo direitinho o que você quer dizer. Bom, pelo menos imagino que eu entenda... Ler o amor alarga a alma, me faz feliz. Beijos!

     
  • At 11:20 AM, outubro 11, 2005, Anonymous Elcio Domingues said…

    Atualizei, hoje.

    Abraços!

    Elcio.

     
  • At 11:50 AM, outubro 11, 2005, Anonymous lique said…

    Falas sobre o amor de uma forma sábia... o que é, tantas vezes, difícil quando se trata de sentimentos. Pode ser o melhor sentimento da nossa vida. E também podemos transformá-lo no pior. Gostei do teu texto pelo equilíbrio.
    Obrigada pela visita ao meu blog que encerrou. Deixo-te o endereço do outro. Beijos

     
  • At 2:52 PM, outubro 11, 2005, Blogger Mônica said…

    acho incrível como vc fala sobre o amor...de uma forma bastante equilibrada sempre...adoro!

    grande beijo

     
  • At 3:55 PM, outubro 11, 2005, Blogger luma said…

    Bom feriado! Beijus

     
  • At 4:37 PM, outubro 11, 2005, Blogger Isabel-F. said…

    Oi Terragel...
    Tens toda a razão...estou em falta contigo...

    adorei este teu Post...está lindo o que escreveste... e eu acredito no amor assim... porque sei que existe...

    Bjs

     
  • At 4:45 PM, outubro 11, 2005, Blogger Desconhecida said…

    És do Brasil e moras em Portugal?

    Viva o amor!

     
  • At 4:49 PM, outubro 11, 2005, Blogger GNM said…

    Este teu post está realmente muito bom!

    Continua a sorrir...

     
  • At 6:23 PM, outubro 11, 2005, Blogger Saramar said…

    Estou aqui pensando: você é um filósofo ou um poeta? Ou ambos?
    Seus textos contêm profundidades invisíveis a olho nu, e poemas saltam deles, a cada parágrafo.
    Excepcional!

     
  • At 7:04 PM, outubro 11, 2005, Blogger Natalie Afonseca said…

    Olá!!
    Aqui estou de novo retribuir as tuas belas palavras que deixaste na minha teia e porque gosto de vir ao teu espeço!!
    E resumindo, o que precisamos mesmo é do Amor, seja em que relção for...e descreves isso de uma forma muito verdadeirae bonita!!

    Bjs e até....bom resto de semana!

     
  • At 11:07 PM, outubro 11, 2005, Anonymous Palpiteira said…

    Nossa, não sei nem o que dizer diante de tamanho amor. Coisa boa, hein? :D
    Beijo. Bom feriado.

     
  • At 5:02 AM, outubro 12, 2005, Anonymous Vivian said…

    O encontro do amor se faz quando duas almas traçaram seus destinos antes de nascer.
    Se não for assim, não poderá ser chamado de amor, poderá ser chamado de paixão, e paixão, sabemos, tem sempre vida curta.
    O amor não faz cobranças, não tem algemas, o amor é entrega, é calmaria, o amor tem gosto de quero mais, sempre mais..
    Um beijo pra você!!

     
  • At 9:33 AM, outubro 12, 2005, Anonymous Karol said…

    Vc, meu amigo, tem toda razão. Só que é tão dificil fazer o coração entender isso...
    Bjinhos, bom feriado =)

     
  • At 2:21 PM, outubro 12, 2005, Blogger SAM said…

    Caro amigo, vi seu comentário no "jornada" acerca do terrorrismo e meu caro tenho que lhe dizer que não entende nada de Terrorrismo...O que leva um homem ou um colectivo de pessoas a recorrer ao Terror? É esta a pergunta que deve ser feita! O Desespero de quem não tem outra forma de luta! É esta a resposta.
    Vê por exemplo o caso de Israel/Palestina, achas que se os palestinianos ordeiramente, apenas com diplomacias e boas intenções teriam conseguido alguma coisa? Não !Israel e USA ( o seu bulldog ) achas que teriam a mínima hipotese? Não! Vê o caso na minha visinha Espanha com a ETA : Teriam o Bascos conseguido a autonomia política? Não! Nem sequer a Espanha viveria em Democracia se não fosse a ETA, já que ( e muita gente não sabe ) a ETA depois de assassinar Carrero Blanco ( 1º Ministro e braço direito do General ditador Franco ) apenas aí é que o regime caiu e finalmente espanha pode começar a caminhada da Democracia! Tens o IRA, axas que os acordos de 98 que confere a independencia à Irlanda do Norte teria sido possivel?? Com os Ingleses? Nem penses Amigo!

    Abraço Libertário!

     
  • At 5:15 PM, outubro 12, 2005, Blogger Vanessa said…

    O amor é o sentimento mais diversificado que existe e ao mesmo tempo singular :~

     
  • At 6:37 PM, outubro 12, 2005, Blogger luma said…

    Adorei saber que me acha ilógica! Beijus

     
  • At 6:37 PM, outubro 12, 2005, Blogger luma said…

    Adorei saber que me acha ilógica! Beijus

     
  • At 11:07 PM, outubro 12, 2005, Anonymous Anônimo said…

    um post para complementar o AMOR:

    Assim, pelos olhos, o amor atinge o coração:
    Pois os olhos são os espiões do coração.
    E vão investigando O que agradaria a este possuir.
    E quando entram em pleno acordo.
    E, firmes, os três em um só se harmonizam,
    Nesse instante nasce o amor perfeito,
    nasce daquilo que os olhos tornaram bem-vindo ao coração.
    O amor não pode nascer nem ter início senão
    Por esse movimento originado do pendor natural.
    Pela graça e o comando Dos três, e do prazer deles,
    Nasce o amor, cuja clara esperança
    Segue dando conforto aos seus amigos.
    Pois, como sabem todos os amantes verdadeiros,
    o amor é bondade perfeita,
    Oriunda - ninguém duvida - do coração e dos olhos.
    Os olhos o fazem florescer; o coração o amadurece:
    Amor, fruto da semente pelos três plantada.
    Guiraut de Borneilh

    te beijo

    Nefertari

     
  • At 11:47 PM, outubro 12, 2005, Anonymous vida said…

    oie... vc anda sumido, apareça viu, bjsss

     
  • At 11:55 PM, outubro 12, 2005, Blogger lazuli said…

    Tomara saber o que isso é..

     
  • At 3:20 AM, outubro 13, 2005, Anonymous FrOg said…

    Se depender do amor, um assunto pra lá de complexo e abrangente, seu blog ficará vivo sempre.
    Do jeito que as coisas andam, pode até virar livro. Na área de auto-ajuda?
    Abraço, téMais!

     
  • At 9:57 AM, outubro 13, 2005, Anonymous 25MAX04 said…

    Em outros tempos eu diria para nos entregarmos ao amor sem pensar... hoje já não! Hoje aconcelho-vos a pensar um pouco, 5 minutos chega!

     
  • At 4:55 AM, outubro 14, 2005, Blogger Visible Silence said…

    Querido amigo,
    As tuas palavras no meu cantinho são um balsamo para a minha alma... sabes como dar força... entendes as palavras de quem ama e tenta fazer o seu amor funcionar... sem saber se está a fazer o correcto ou se está a errar completamente...
    Amo sem nada planear... só assim me deixam amar... e isso embora intensifique o meu amar também doi... porque me diz que me ama... porque sei que vai embora...
    Amo diariamente como se fosse o ultimo dia... e isso reflecte-se na minha escrita...
    Mas não é isto o amar em liberdade...???

     
  • At 6:37 AM, outubro 15, 2005, Anonymous Menina_marota said…

    Tenho que confessar, que este é um dos meus temas preferidos. Porque ninguém vive sem amor no coração.

    Um abraço terno ;)

     
  • At 5:20 AM, outubro 16, 2005, Blogger TMara said…

    muito bem:) Bjs e ;)

     

Postar um comentário

<< Home